Mães especiais fazem de rede social um ambiente solidário

Mães esperciais
Elas não um CNP, nem tão uma sede própria , o estatuto que orientam as ações desse grupo tem apenas um   item : amor de mãe .Foi assim que um grupo de mães de crianças com necessidades especiais se organizam através do face bock para levar carinho , informações e ajuda a famílias carentes . hoje o grupo ,’troca-troca de mães especiais’ , criado pela dona de casa Linda Franco, que mora em Curitiba – PR, já conta com 2843 membros e ajuda famílias de todos o Brasil.
O grupo faz doação de fraldas geriátricas , leite especiais  e outros materiais hospitalares para crianças e jovens com graves problemas de saúde, como seu filho, Gabriel Franco , 11 anos ,  e desde os sete vive com as sequelas da  adrenoleucodistrofia, também conhecida como ‘doença de Lorenzo’ . A doença degenerativa  que afeta o sistema neurológico de forma grave. Mas a força de Linda fez com que ela não parasse diante o problema do filho e, juntamente com outras mães  , formasse uma verdadeira rede de solidariedade . Mas o que teria motivado Linda a começar toda essa rede? Ela mesma responde.
-‘Poder ajudar mais e mais famílias, ampliar o trabalho que iniciei dentro do Hospital aqui em Curitiba. Durante três anos nossa rotina foi dentro de um hospital, conheci muitas famílias que precisam de material hospitalar, fraldas, medicamentos. Assim nasceu uma corrente do bem onde as mães especiais se ajudam. Antes essas mães ficavam dentro de casa achando que apenas ela tinha uma vida a parte na sociedade, através do grupo surgiram muitas amizades.’ Disse ela ,  
Linda Franco

A força de Linda contagiou outras mães de crianças especiais que se articulam de forma exemplar . hoje o grupo da mãe do ‘Gabi’; da mãe da Ana Beatriz  contam com  mais de 2000  mães que formam uma verdadeira legião do bem. E a coisa funciona bem assim : se a Cristiane tem luvas sobrando , ela divulga e logo encontra quem precisa . e assim, de um jeito que só mãe saber é que se forma essa circulo do bem  que já ultrapassou as fronteiras do país.
‘Desde fevereiro do ano passado, estamos ajudando, já enviei cadeira de rodas para o Paraguai. Tenho mãe em Londres juntando material hospitalar para nos enviar Já conseguimos muita cama hospitalar, equipamentos, curativos, leites especiais.’ cadeiras. Diz ela.
Que bom que nossos governantes e as megas ong aprendesse a lição simples e genuína que esse grupo nos ensina :ajudar o próximo é simples , bastar querer .

MAIS INFORMAÇÕES
https://www.facebook.com/groups/trocatrocaentremaesespeciais/]

http://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2013/09/mae-de-filho-com-doenca-rara-cria-pagina-na-web-para-trocar-doacoes.html


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Central carioca de Libras ajuda pessoas surdas vencer a barreira da comunicação

Professor usa informática para promover inclusão de alunos com deficiência visual

Brasil começa paraolimpíadas em grande estilo